martes, mayo 22, 2012

"Mi corazón es un ánfora llena" (Fernando Pessoa, 8-5-1915)

Un poema ortónimo de Fernando Pessoa escrito el 8 de mayo de 1915.


Mi corazón es un ánfora llena
        esperando al pie de una fuente...
        Sé que nadie la vendrá a buscar...
(Anillo de compromiso caído al suelo entre la arena)...

Mi tristeza es un ancla abandonada...
        El barco la dejó en la arena...
        ¿Qué hay en mí que duele y ansía?
(Otra alianza de novios en la arena, enterrada)...


Meu coração é uma amphora cheia
        Ao pé d'uma fonte a esperar...
        Sei que ninguém a virá buscar...
(Annel de noivado cahido no chão entre a areia)...

Minha tristeza é uma ancora deixada...
        O navio deixou-a na areia...
        O que há em mim que doe e anceia?
(Outra alliança de noivos na areia, enterrada)...



Poemas de Fernando Pessoa. 1915-1920. Edição Crítica de Fernando Pessoa. Série Maior. Volume I, Tomo II. (Edição de João Dionísio) Lisboa: IN-CM, 2005. p. 35